quinta-feira, 31 de maio de 2012

Redução de Freguesias no Concelho de Ovar?

Como todos sabemos, a situação económica debilitada do país implicará a fusão e consequente redução do número de freguesias. Pelo que foi possível apurar, o município de Ovar não deverá escapar a semelhante processo. Assim pensa o jurista Rafael Amorim que relembra o facto de Ovar ser um concelho de nível 2 e devido a esta classificação, terá que garantir "uma redução global do respectivo número de freguesias".
De acordo com este profissional, as 8 freguesias que constituem o município passariam para 6 ou 5, o que poderá traduzir-se numa vantagem caso se confirme o presumível aumento do Fundo de Financiamento de Freguesias.
A Assembleia Municipal irá pronunciar-se sobre esta questão, tendo em vista uma nova reorganização administrativa territorial autárquica. Este órgão terá que apresentar as suas conclusões, num prazo de 90 dias que decorrerá a partir de 31 de Maio de 2012.
Na nossa perspectiva, cremos que as Juntas de Freguesia de Ovar e Esmoriz não serão contempladas com uma eventual fusão, visto que representam pólos urbanos detentores dum nível de evolução deveras superior às restantes freguesias. A nossa freguesia de Esmoriz representa uma população de cerca de 12 000 habitantes e apesar de estar parada no tempo, oferece um número considerável de funcionalidades aos cidadãos. 
No que diz respeito às restantes localidades, não poderemos adivinhar o que irá acontecer, mas parece que a agregação de freguesias é um projecto em marcha e provavelmente inevitável...




Mapa do Concelho de Ovar

Fonte Consultada:

terça-feira, 29 de maio de 2012

Rosário Relva resiste e contra-ataca...

Após ter sido atacada ferozmente por colegas do seu partido, Rosário Relva dá sinais de resistência nos tempos difíceis que atravessa. 
A presidente da Junta de Freguesia de Esmoriz rejeita qualquer cenário de demissão, relembrando que foi eleita democraticamente pela população. Também deixa críticas a Luís Alves, presidente da Comissão Política do PS de Ovar, estranhando as razões que levaram este senhor a retirar-lhe a confiança política, quando na semana anterior o mesmo garantira apoio total à Presidente da Junta de Freguesia de Esmoriz. Por outro lado, Rosário Relva não descarta a possibilidade de proceder à formação dum novo executivo. 
Em declarações ao Jornal Praça Pública, a actual responsável por Esmoriz profere três acusações fortíssimas e direccionadas a alvos específicos:

  1. Argumenta que o PS de Ovar e o PS de Esmoriz estão "preocupados apenas com o seu umbigo".
  2. Aponta o dedo à sua bancada que a tentou "derrubar desde o início do mandato, boicotando todo o trabalho".
  3. Refere ainda que "existe um elemento socialista do seu executivo que quer a cadeira de presidente" (o nome não foi revelado na edição do Jornal citado, mas, pelo que temos vindo a saber ultimamente, não será difícil descobrir a identidade do inimigo nº 1 de Rosário Relva).
De facto, a Presidente da Junta de Freguesia de Esmoriz optou pela via da retaliação, e por isso, não poupou duras críticas ao PS de Esmoriz/Ovar, acentuando o clima de tensão e hostilidade que caracterizou os últimos tempos.
Esta entrevista foi importante para conhecermos a perspectiva da Presidente da Junta, visto que ela tem o direito de apresentar a sua própria defesa. Dentro deste contexto, também gostaríamos de saber a posição de Jerónimo Alves e restantes elementos socialistas que discordam da actuação de Rosário Relva. De facto, é importante que este debate exista, para que os esmorizenses consigam depois retirar as suas próprias ilações.
Na minha opinião, creio que este mandato foi desastroso e penso que Rosário Relva e os restantes indivíduos da sua lista, sejam eles leais ou não, deveriam demitir-se, de forma a convocar novas eleições. Uma boa governação exige espírito de equipa, caso contrário, estaremos próximos da anarquia que foi o que infelizmente aconteceu nas assembleias de freguesia! Para além disso, a Presidente da Junta de Freguesia cometeu erros e não conseguiu devolver Esmoriz ao caminho do progresso. Por isso, todos são culpados - certamente uns mais, outros menos - mas esta última análise decerto que os esmorizenses farão com rigor e inteligência.
Apesar de não ser perito em exercícios de futurologia, acredito que, no próximo acto legislativo, teremos um PS sobre a batuta de Jerónimo Alves, uma lista independente liderada por Rosário Relva e um PSD que terá tudo para ser o mais forte dos últimos anos, aproveitando os constantes desastres por parte dos socialistas e independentes que estiveram à frente da cidade nos últimos anos... Adiantar um vencedor é que  já não se afigura tarefa fácil, mas uma eventual candidatura independente de Rosário Relva prejudicará sobretudo o PS, podendo a mesma "extrair" votos dos membros que compõem o habitual "eleitorado socialista" e que manifestam ainda alguma lealdade para com  a actual Presidente da Junta de Freguesia. É claro que estamos perante possíveis previsões e numa semana (como já observamos, caros leitores!), tudo pode mudar facilmente - isto é a política que sempre se fez em Portugal!!!

relva

Rosário Relva reage e não poupa críticas, alegando a existência de conspirações contra a sua pessoa, desde o início do seu mandato.

Fontes Consultadas:

Festa da Paróquia de Esmoriz (2012)

Os preparativos começaram no Sábado (26 de Maio) com a indispensável participação do Grupo de Jovens, dos Escuteiros e de outros colaboradores esmorizenses. Foi necessário recriar uma cozinha e ainda efectuar a devida limpeza dos mais diversos espaços que compõem o Pinhal de Esmoriz/Gondesende, situado mesmo ao lado da empresa Jacinto (responsável pela produção e reparação de viaturas).
Nesse mesmo dia, também se realizou a partir das 21:30 uma marcha que sairia da Igreja Matriz de Esmoriz, transportando o belíssimo andor de Nossa Senhora até à Capela recriada no Pinhal. Uma vez colocada nesse espaço, algumas pessoas decidiram pernoitar no local de forma a garantir vigilância sobre o referido espaço que recentemente fora alvo de assaltos e vandalismo.
Finalmente, chegava o grande dia (Domingo, 27 de Maio), que decorreria em condições atmosféricas apelativas, factor decisivo para o sucesso/insucesso dos eventos realizados ao ar livre. A afluência foi significativa, sendo estimada a presença de 300-350 pessoas. Ao meio-dia, foi realizada uma Eucaristia, celebrada pelo padre Fernando Campos e presenciada por muitos que desejavam ouvir a palavra de Deus. No final desta cerimónia, houve ainda tempo para contemplar a entrada de novas crianças para o grupo de escuteiros de Esmoriz, momento especial que atraiu a curiosidade do público visitante.
Posteriormente, teríamos a hora de refeição. Cerca de 90 pessoas preferiram participar no almoço organizado pela Paróquia, cujo preço rondava os 8/9 euros por indivíduo (!). O "prato" estava apetitoso e, como tal, ninguém se pode queixar das "cozinheiras" de serviço que fizeram o seu melhor para satisfazer os gostos dos visitantes. Todavia, não se compreendem os preços praticados pela organização que são, na nossa perspectiva, exagerados. Infelizmente, e de acordo com personalidades ligadas à referida organização paroquial, está ainda a ser equacionado um possível aumento para a ordem dos 10 euros por refeição. Contudo, também sabemos que existem outros catequistas e responsáveis que não se revêm nesta possibilidade. Oxalá que os dirigentes da Paróquia de Esmoriz tenham em conta a conjuntura actual, antes de tomar este tipo de decisões. 
Dentro deste contexto, vislumbramos ainda um nº indeterminado de pessoas que decidiram, por conta própria, efectuar piqueniques nos mais diversos espaços do Pinhal. Esta era a opção mais económica que proporcionava, em simultâneo, um maior contacto com a Natureza. 
Quanto ao serviço de cafetaria, também apreciamos muito o esforço prestado pelos seus "funcionários" que conseguiram atender às necessidades de todos, mesmo quando lhes foram pedidos 12 ou 13 cafés de uma só vez!!! Neste espaço, os preços eram mais apelativos, visto que cada café custaria 50 cêntimos e por isso, a procura foi elevadíssima, sobretudo por volta das 14-15 horas. Também devemos elogiar a qualidade do produto (SICAL - 5 Estrelas) que fora comercializado nesta ocasião.
A partir das 15 horas, começava a tarde recreativa, realizada no palco, aonde tinha decorrido a Eucaristia. Por exemplo, vislumbramos algumas turmas de catequese a entoar cânticos de adoração às figuras centrais do Cristianismo. Os pais assistiam orgulhosamente a este e a outros espectáculos. 
Por fim, às 17:30, testemunharíamos a Procissão Final que faria agora o caminho inverso, transportando o andor de Nossa Senhora até à Igreja Matriz de Esmoriz. Assim sendo, terminava o programa deste evento anual.
Independentemente das escolhas efectuadas por cada um, a verdade é que perdurou a harmonia e a sociabilidade, elementos que engrandecem qualquer festa. Todos tiveram a oportunidade de participar nas cerimónias, na diversão, nas refeições e, por isso, cremos que a Festa Paroquial de Esmoriz, pese um ou outro aspecto a corrigir, esteve à altura das expectativas dos cidadãos que a frequentaram...



Imagem do palco do Pinhal de Esmoriz onde decorreram inúmeras actividades, de carácter religioso e recreativo.
Fotografia da autoria do Cusco de Esmoriz.

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Não percam no próximo Domingo...


Festa da Paróquia de Esmoriz
 Data de realização - 27-05-2012
Local- "Pinhal" de Esmoriz/Gondesende
Entradas gratuitas

Programa do Evento: Eucaristia (12:00), Convívio e Almoço (13:00-14:00), Tarde Recreativa (representações teatrais e musicais) e Regresso da Procissão à Igreja Matriz da Esmoriz (17:30).

Funcionalidades do Evento - Serviços de Almoço (tem de ser reservado com antecedência; no ano passado, o preço rondou os 8/9 euros por pessoa) e de Cafetaria (acesso imediato). Existência dum palco, no qual se realizará a cerimónia religiosa bem como as posteriores actividades de lazer! Estão todos convidados...

Caso desejem mais informações, deverão contactar a respectiva entidade. 

quarta-feira, 23 de maio de 2012

O protocolo da polémica...

Para além das dissensões visíveis entre os membros socialistas que governam a Junta de Freguesia, também são conhecidos atritos entre o PS e o PSD, sobretudo em torno do Protocolo de Delegação de Competências da Câmara Municipal de Ovar para a Junta de Freguesia de Esmoriz
O PS de Esmoriz ambicionava a sua aprovação, alegando o acesso a um montante cifrado em 128. 473, 50 euros que seria utilizado para a resolução de alguns problemas em termos de gestão local. Assim sendo, tal verba poderia ser aplicada na manutenção de jardins, no tapamento de buracos, na realização de pequenas reparações em edifícios escolares, na limpeza das bermas...  Os socialistas afirmavam ainda que tal contrato proporcionaria uma maior autonomia à freguesia!
Todavia, o PSD de Esmoriz rejeitou prontamente tal acordo, argumentado que a quantia proveniente do município de Ovar é insuficiente, tendo em conta a dimensão da nossa cidade. Os dirigentes sociais-democratas não se contentam com as alterações desfavoráveis no protocolo, recusando o acesso a uma "pechincha", quando é conhecido o avultado saldo de gerência apresentado pela Câmara Municipal de Ovar relativo ao exercício de 2011.
O que é certo é que o protocolo não foi aprovado e as responsabilidades devem ser apuradas! Por um lado, o PS parece contentar-se com qualquer soma, independentemente da mesma ser justa ou não, enquanto que, por outro, as exigências do PSD evitam que a nossa localidade aceda ao montante estipulado que deveria ser canalizado para a satisfação de algumas necessidades da população esmorizense.
Antes de terminar o meu artigo, gostaria de deixar um provérbio para cada um dos partidos a propósito desta questão.
Para os socialistas que se contentam com valores modestos, deixo esta afirmação célebre de Pedro Felipe B. Silva:

"Há quem se contenta com pouco. Mas há quem mereça pouco. Mas há também quem realmente seja pouco. E viverá somente do pouco? Pouco?"

Em relação aos representantes do PSD que exigiam mais dinheiro, postura que rompeu com a aprovação do contrato (consequência - Esmoriz não receberá o montante designado), gostaria de lhes relembrar o seguinte lema, tão bem conhecido:


"Quem tudo quer, tudo perde"


esmoriz.jpg

Imagem nº 1 - A Freguesia de Esmoriz vive momentos conturbados.


Fontes Consultadas:

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Nova sondagem - Tendo em conta os últimos acontecimentos na Junta de Freguesia de Esmoriz, quem deve apresentar a demissão?

Esta questão estará longe de ser consensual e sim, poderá ser encarada como polémica. Todavia, é importante conhecer a opinião dos esmorizenses sobre quem deve recair as responsabilidades dos últimos anos desastrosos em termos de desenvolvimento da nossa localidade. 
Em primeiro lugar, Rosário Relva, Presidente da Junta de Freguesia eleita como cabeça de lista do PS, parece ser o principal alvo a abater, tendo que enfrentar diversas acusações (não devolução imediata do dinheiro das ajudas de custo, actas indevidamente aprovadas, utilização de viaturas e telemóveis da junta para fins não relacionados com os interesses da colectividade - todas estas acusações foram mencionadas na última edição do Jornal A Voz de Esmoriz). Por outro lado, não podemos ignorar a sua longa ausência por baixa médica o que infelizmente também não favoreceu as ambições da cidade. A seu favor, talvez jogue o argumento utilizado por Luís Alves, presidente da Comissão Política do PS Ovar, que antes de lhe retirar confiança política, tinha elogiado o seu trabalho em prol da estabilização das contas da Junta de Freguesia, saldando alegadamente algumas dívidas herdadas dos mandatos anteriores.
Em segundo lugar, temos os elementos litigantes do PS, talvez encabeçados por Jerónimo Alves que, chegou mesmo, a ser presidente interino da Junta de Freguesia, aquando da ausência de Rosário Relva. Para alguns elementos da oposição, parece claro que este senhor deseja ser o nº 1 da Junta de Freguesia e talvez isso explique o facto do litígio ter rebentado aquando do regresso definitivo da Presidente da Junta. Os ataques pessoais entre ambas as facções nas referidas assembleias desprestigiou bastante Esmoriz. O que é certo é que a lista do PS eleita democraticamente para o governo da nossa localidade fracassou em quase todas as linhas. Não houve sequer espírito de equipa... e por isso, os resultados foram fracos ou praticamente nulos. 
Os elementos da oposição (PSD) ridicularizaram estes acontecimentos, mas poderão ser eles também responsabilizados pela pouca obra que tem sido feita em Esmoriz? É claro que eles têm a atenuante de não terem estado no poder, mas também não é menos verdade que ainda detêm poder de decisão em muitos dos assuntos abordados nas reuniões que visam os interesses da nossa localidade.
Por outro lado, pode ainda existir quem defenda que já é tarde para apurar responsabilidades. As eleições estão cada vez mais próximas e daqui até lá, pouco ou nada irá mudar. Outros argumentam que este tipo de situações também já aconteceram no passado...
O que é certo é que a decisão, seja ela qual for, estará sempre do lado do povo.



brasao esmoriz.jpg (4616 bytes)

Logotipo da Cidade de Esmoriz


Resultados da sondagem - A cidade de Esmoriz justifica município?

Antes de tudo, começaremos por agradecer a participação de todos os nossos leitores nesta importante questão. É verdade que a nossa meta passará por atingir mais de 100 votos por cada sondagem, todavia o número obtido (60) não é mau de todo, tendo em conta que se trata apenas da segunda votação promovida pelo blog desde a sua criação em Fevereiro de 2012.
Através da análise dos resultados, constatamos rapidamente que a maior parte esmagadora dos esmorizenses (ou habitantes doutros espaços que também terão votado) considera que a localidade não merece o estatuto concelhio. Por isso, sai reforçada a ideia de que Esmoriz está mesmo parado no tempo sem conhecer um  desenvolvimento sustentável. 


A cidade de Esmoriz justifica município?
Votos recebidos mais valor da percentagem
a) Sim, já reunimos todos os argumentos para reivindicar tal estatuto.
7 (11%)
b) Sim, desde que os planos de desenvolvimento sejam colocados em prática.
6 (10%)
c) Não, Esmoriz está parado no tempo.
23 (38%)
d) Nem pensar, Esmoriz já teve muita sorte em ser cidade!
24 (40%)

Tabela nº 1 - Resultados da sondagem - A cidade de Esmoriz justifica município?


Se optarmos por simplificar os resultados, utilizando apenas as opções SIM e NÃO, verificamos que apenas 1/5 dos participantes concordam com a possibilidade de Esmoriz reivindicar o estatuto concelhio. Assim sendo, concluímos que a nossa localidade ainda tem um longo caminho a percorrer para atingir outros vôos. Por outras palavras, é necessário obra, claro está...


Gráfico Circular com os resultados simplificados.

domingo, 20 de maio de 2012

Outros destaques do Jornal A Voz de Esmoriz

Para além da instabilidade política existente na Junta de Freguesia de Esmoriz (questão abordada no nosso último texto), existem outras temáticas que merecem ser ressalvadas, visto que também interessam aos cidadãos esmorizenses. 
Em primeiro lugar, destacamos a recente tomada de posse dos novos órgãos sociais do Movimento Cívico Pró-Barrinha, presidido por Arménio Moreira, um homem que tem dedicado muito do seu tempo a esta nobre causa. Esta nova associação cívica esmorizense contará  ainda com a presença de personalidades detentoras de elevados graus culturais nos mais diversos campos - Biologia, História, Engenharia... Como muitos sabem, este grupo ambiciona a despoluição da Barrinha de Esmoriz (ou Lagoa de Paramos), missão que está longe de ser fácil. Contudo, a prioridade inicial passará mesmo pela construção dum passadiço de madeira que começará na praia de Esmoriz e depois se estenderá até Paramos, atravessando a Barrinha, sendo reposta a ponte que antigamente pairava sobre esta. Tal projecto promoverá este espaço natural que fora praticamente abandonado pelo ser humano e garantirá, em simultâneo, uma maior vigilância, de forma a evitar novas descargas clandestinas. 
No Desporto, destaque ainda para os júniores do Sporting Clube de Esmoriz que confirmaram a subida à I Divisão Distrital, saindo assim reforçada a ideia de que esta instituição deve continuar a apostar na prata da casa
Por fim, apreciamos ainda um artigo de opinião da autoria de Leopoldo Serra que lamenta o estado a que chegou o EsmorizTur (hoje encerrado e sem perspectivas seguras duma eventual reabilitação a breve prazo) visto que tal comprometeu a hegemonia esmorizense em termos culturais. O mesmo redactor menciona, de forma a relembrar os velhos tempos deste pólo cultural, um elenco de nomes consagrados que chegaram a actuar naquele espaço (por exemplo, tivemos fadistas como Amália Rodrigues, Carlos do Carmo, Maria da Fé, Cidália Moreira; também vislumbramos outros artistas que protagonizaram espectáculos de teatro, orquestra, folclore).


Diversas imagens sobre a Barrinha de Esmoriz/Lagoa de Paramos que continuará a ser alvo duma atenção devota por parte do Movimento Cívico Pró-Barrinha (fundado no ano 2000).


Fonte consultada:
  • Jornal A Voz de Esmoriz. Direcção de Carlos Alexandre. Edição de 17 de Maio de 2012. Colaboradores - Lília Marques, Leopoldo Serra, Marco Oliveira...

sexta-feira, 18 de maio de 2012

O circo chegou à Junta de Freguesia e veio para ficar!

"O Secretário, o Tesoureiro e a Primeira Vogal de Junta de Freguesia de Esmoriz, respectivamente Jerónimo Alves, Justino Monteiro e Alzira Santos, comunicaram ao Presidente da Assembleia de Freguesia de Esmoriz a sua indisponibilidade em continuar no executivo liderado pela Presidente Rosário Relva, enquanto a mesma se mantiver em funções, em virtude das atitudes que são do conhecimento público de desrespeito, de falta de confiança e sentido de trabalho em equipa"

O Secretário (Jerónimo Alves), o Tesoureiro (Justino Monteiro), a Primeira Vogal (Alzira Santos).


Esta declaração foi transmitida ao Jornal A Voz de Esmoriz
Em primeiro lugar, convém alertar os esmorizenses que não estamos perante demissões, mas sim suspensões de contratos que poderão ser imediatamente anuladas, caso a Presidente da Junta de Freguesia apresente a demissão. Por outras palavras, estes três membros do executivo não colocaram o seu lugar à disposição, apenas se recusam a colaborar com Rosário Relva, esperando a demissão desta. Se, de facto, esta abandonar as suas funções, será que Jerónimo, Justino e Alzira seguirão o mesmo caminho??? Ou voltarão a exercer a sua actividade??? Fica no ar esta questão...
Por seu turno, Luís Alves, Presidente da Comissão Política do PS de Ovar, efectuou também um comunicado, um pouco mais longo, no qual decidiu retirar confiança política à Presidente da Junta de Freguesia de Esmoriz, Rosário Relva, eleita pelas listas do PS. Este Luís Alves é o mesmo senhor que, há cerca duma semana, saiu em defesa da Presidente da Junta, elogiando o seu trabalho e negando qualquer tipo de ruptura entre os membros socialistas (ver site em baixo do OvarNews). O que é que lhe fez mudar de opinião do dia para a noite? Sinceramente, este comunicado não tem nada de coerente! 
Por isso, não há vítimas nesta história, mas sim culpados. Tanto a presidente como os elementos litigantes devem apresentar a DEMISSÃO, e não qualquer tipo de suspensão condicional ou baixa. Não atirem areia para os olhos dos esmorizenses. Esmoriz necessita pois da convocação de novas eleições porque, neste momento, temos assistido a verdadeiros números de circo capazes de atrair a inveja dos profissionais do Victor Hugo Cardinalli. 
No que diz respeito apenas a Rosário Relva, a mesma é acusada agora de ainda não ter devolvido o dinheiro de ajudas de custo que não podia receber. Como se não bastasse, ficamos também a saber pelo director Carlos Alexandre do Jornal A Voz de Esmoriz que os telemóveis e as viaturas da Junta de Freguesia são utilizados para fins pessoais!!! Depois, temos ainda actas que são aprovadas sem as devidas assinaturas... 
Se o sr. Luís Alves queria proteger o seu partido, deveria ter retirado a confiança a todos e apostar numa nova lista com outros membros socialistas, capazes de devolver Esmoriz ao caminho do progresso. Em abono da verdade, e falando em nome de muitos esmorizenses, estamos saturados deste teatro. 
Brevemente, apresentaremos uma sondagem relacionada com este escândalo. Fiquem atentos!


ps

Luís Alves, presidente da Comissão Política do PS de Ovar, mudou rapidamente de ideias em relação a Rosário Relva.

Fontes Consultadas:

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Dois Pitbull atormentam residentes em Esmoriz

Os moradores da rua Senhor dos Aflitos em Esmoriz decidiram denunciar publicamente a irresponsabilidade dum determinado vizinho que não parece ter controlo sobre os seus dois cães da raça Pitbull, vistos como "inimigos" da segurança pública. Como consequência, um animal de estimação já foi morto devido à ferocidade aplicada pelos referidos dois cães. Todavia, as acções inesperadas destas perigosas feras também já causaram sérios ferimentos nos habitantes que aí vivem. 
Por seu turno, a GNR de Esmoriz garante que só pode actuar em caso de perigo de vida humana ou se receberem uma ordem judicial.
Quanto ao dono dos dois pitbull's, escusou-se a fazer qualquer tipo de declaração. 
Face a estes ingredientes, cremos que a culpa não poderá recair nos animais perigosos, mas sim no seu responsável que não parece possuir qualquer tipo de consciência cívica. Mais, se estivermos com mais atenção, reparamos que as pessoas, contempladas na reportagem, são idosas (com mobilidade reduzida) ou crianças. Como se poderão defender em caso de mais um ataque violento??? É claro que, por enquanto, recorrem ao espírito de equipa e quando um está em perigo, existe sempre alguém que vem em seu socorro! Mas se um dia chegarem demasiado tarde??? 
Outra problemática que pretendemos abordar está relacionada com a posição adoptada pela GNR neste caso. A Guarda Nacional Republicana deve zelar pela segurança pública e como tal, não pode permitir que os ataques continuem, visto que os mesmos já causaram vítimas e um "clima" psicológico de terror nas pessoas e animais daquele espaço. É necessário que alguém confronte o dono dos referidos pitbull's, de forma a evitar que estes acontecimentos lamentáveis se repitam no futuro. Apesar de reconhecer o trabalho da GNR em prol da nossa comunidade, pensamos que não está a encarar, da melhor maneira, este problema que afinal é demasiado sério para ser desvalorizado. Todas estas informações podem ser observadas no referido vídeo da SIC Notícias que passamos a apresentar:

video

Vídeo da SIC Notícias (Sapo)

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Insolitus Esmorizensis...

Hoje iniciamos uma nova rubrica, intitulada Insolitus Esmorizensis, que visa detectar situações bizarras na nossa localidade. Por isso, iremos apresentar alguns casos insólitos ou inesperados que seriam talvez aceitáveis em algumas aldeias do nosso país, mas inadmissíveis para espaços que ostentam o estatuto de cidade.
Dentro deste contexto, seleccionamos as seguintes imagens que reportam essas mesmas ocorrências:


Caso n º 1 - Junta de Freguesia de Esmoriz e Paragem de Autocarro localizada à frente.






Imagem nº 1 e 2 - Parte sul da Junta de Freguesia de Esmoriz, cujas paredes estão vandalizadas com grafites. Por seu turno, o caixote do lixo parece estar mal localizado, visto que o enquadramento natural até não é mau de todo...
Fotografia do Cusco de Esmoriz





Figura nº 3 - Paragem de Autocarro, imediatamente à frente da parede vandalizada, mostrada nas figuras anteriores.
Fotografia do Cusco de Esmoriz


Neste caso, algum chico-esperto decidiu deixar a sua marca com grafites nas paredes da Junta e na paragem de autocarros, localizada nas proximidades. Sabemos que é muito difícil evitar este tipo de acontecimentos, bem como detectar a identidade do transgressor. Todavia, os danos causados ainda não foram solucionados e já lá vão semanas ou até meses!!!
No que diz respeito aos termos encontrados nas paredes, devemos ainda efectuar algumas considerações. Os Illuminati, contemplados então nas paredes de Junta, foram alegadamente uma sociedade secreta temida pela Igreja e essa mesma seita foi contemplada no filme polémico "Anjos e Demónios", lançado recentemente. Por isso, tal inscrição não é mais do que uma provocação direccionada contra a Igreja e Religião Católica, ainda por cima tendo em conta a proximidade geográfica entre a Paróquia e a Junta de Freguesia de Esmoriz. Como se não bastasse, a população esmorizense é esmagadoramente católica e por isso, estas pinturas horríveis espelhadas nas paredes da Junta podem ser interpretadas como uma afronta... Claro que muitos desconhecem a história dos Illuminati, mas a Junta de Freguesia deve ter o cuidado de encetar uma resolução imediata, preservando a integridade do seu edifício. Todos têm direito à liberdade religiosa ou até podem enveredar pelo caminho do ateísmo, mas também é certo que as crenças deverão ser respeitadas, independentemente do local em questão. Será que os responsáveis da Junta vão deixar os ataques pessoais, visíveis nas pequenas assembleias, para privilegiar, pelo menos, a resolução deste problema desagradável? Fica o desafio...


Caso nº 2 - Os Postes estranhos da Avenida Raimundo Rodrigues 





Imagens nº 4 e 5 - Dois postes sem qualquer funcionalidade... 
Fotografia do Cusco de Esmoriz







Imagem nº 6 e 7 - O Poste que assusta os esmorizenses... Completamente inclinado e com o seu suporte danificado.
Fotografia do Cusco de Esmoriz


Se os dois primeiros postes representados apenas pecam pela sua nulidade, este último já pode colocar em causa a segurança das pessoas ou dos veículos que circulam na referida avenida. Este caso também já tem meses... Quando vier um temporal, desejarei boa sorte aos corajosos que lá vaguearem...



Caso nº 3 - Os caminhos medievais de Esmoriz.



Imagem nº 8 - Parte Norte da Rua de Matosinhos, junto à Rua São Sebastião.
Fotografia da autoria do Cusco de Esmoriz


Infelizmente, é apenas um exemplo duma rua (?) que seguramente faz parte do conjunto de caminhos medievais que predominam na nossa cidade. Observe-se a quantidade de covas... O piso não é digno duma cidade. Existem muitos mais casos mas para quê gastar o meu latim??? A história do mau estado de muitas vias esmorizenses (algumas delas, até têm uma considerável afluência de trânsito) já tem décadas de existência!


Caso nº 4 - Os corredores de madeira da Praia de Esmoriz



Imagem nº 9 - Corredores de Madeira ou de Areia em Esmoriz?
Fotografia da autoria do Cusco de Esmoriz


A época balnear aproxima-se e já se sabe que Esmoriz receberá, juntamente com Cortegaça e Furadouro, a Bandeira Azul, "galardão" que representa a qualidade e o bem-estar numa praia. Mas será que estes corredores representam o bem-estar dos esmorizenses ou turistas que decidam percorrer a nossa costa? Repare-se que os mesmos fornecem importantes acessos aos cafés interessantes que temos à beira-mar. Sabemos que não será tão fácil intervir porque a integridade das dunas poderá estar em causa. Contudo, é necessário uma reavaliação do sucedido, para apresentar uma proposta de resolução. Das duas uma: ou procedem à limpeza dos corredores (caso verifiquem que tal não colocará em risco a preservação das dunas) ou isolam os espaços mais sensíveis, impedindo a passagem de pessoas. 
Agora se vamos permitir que os nossos visitantes subam estes pequenos montes de areia estacionados nos corredores de madeira, então podemos desde já concluir que tal não será muito agradável nem para eles nem para as pobres dunas, cuja integridade deve ser salvaguardada, tendo ainda em conta o caso crítico de Esmoriz. Esta questão remete, sem dúvida, para a marca turística que Esmoriz deve promover e estes pormenores "infelizes" não jogam a seu favor...
Para  já, foram estes os casos que mereceram a nossa especial atenção. Dentro deste contexto, pedimos às autoridades competentes para que resolvam imediatamente tais problemáticas. Claro que não é fácil adoptar uma política de investimento na conjuntura actual, mas por vezes, o bem-estar dos cidadãos deve estar acima de tudo... Pelo menos, esta é a nossa perspectiva....

segunda-feira, 14 de maio de 2012

O avanço do mar...

Mais uma visita dum político à orla costeira do Município de Ovar. Desta feita, foi Paulo Cavaleiro, deputado do PSD, a enveredar por tal procedimento, no sábado passado (dia 12 de Maio). Dentro deste contexto, este senhor visitou as praias de Esmoriz, Cortegaça e Furadouro. Tal como os restantes políticos, voltou a defender a adopção duma estratégia coerente que trave o avanço marítimo nestes espaços mais críticos. 
Como já referimos anteriormente, apenas 20% das verbas previstas para esta grave problemática foram devidamente canalizadas. Os restantes 80% não foram aplicados por causa da difícil conjuntura económica que o nosso país atravessa. 
É verdade que muitos deputados debruçam-se sobre esta questão, e até acredito que tenham boa vontade, mas até agora só temos assistido a caminhadas e a promessas, todas elas em vão... A ameaça do avanço marítimo é uma realidade em muitos dos pontos do concelho de Ovar e, pelo que temos observado, pouco foi feito nestes últimos tempos para contrariar tal situação. 
Por fim, voltamos ainda a relembrar que esta foi uma das prioridades mais votadas na nossa sondagem que visava conhecer as verdadeiras preocupações dos esmorizenses.



Imagem nº 1 - Fotografia que espelha Paulo Cavaleiro, deputado do PSD.



Imagem nº 2 - Com a maré cheia, a famosa "Praia Velha" de Esmoriz fica logo submersa. No Verão, já podemos observar uma pequena porção de areal.
Fotografia da autoria do Cusco de Esmoriz


Fontes Consultadas:

sábado, 12 de maio de 2012

Crise Política em Esmoriz

A Assembleia de Freguesia de Esmoriz, realizada na passada quarta-feira (9 de Maio), confirmou as suspeições em torno duma eventual ruptura entre a presidente da junta e os seus colegas do PS. De facto, ninguém se entende e Rosário Relva, apesar da contestação dos seus companheiros, deixou bem claro que não irá abdicar do cargo para o qual foi democraticamente eleita. Assim sendo, as declarações recentes de Luís Alves, Presidente da Comissão Política Concelhia do PS, que negou a existência de atritos entre os membros socialistas, não parecem corresponder à realidade dos factos. 
Por seu turno, o Presidente Concelhio do PSD, Salvador Malheiro, esteve presente na reunião e lamentou a ausência de colaboração entre os dirigentes mandatados para o governo da freguesia. A sessão teve uma duração de 4 horas e parece que tudo se pautou pela falta de consenso o que se traduziu em resultados insignificantes. Assim sendo, podemos, desde já, adiantar que Esmoriz continuará parado no tempo...
Dentro deste contexto, as afirmações que mais marcaram esta assembleia conturbada foram as seguintes:


Rosário Relva (Presidente da Junta de Freguesia/PS): "Os membros da Assembleia de Freguesia do Partido Socialista, Antonio Oliveira Dias e Elvira, tiveram um comportamento indecoroso quando disseram que não tinham confiança na Presidente de Junta."


Antonio Oliveira Dias (PS): "...só coloquei uma questão que tinha a ver com os roubos no cemitério... Nao perguntei mais nada. Por isso, dizer que o meu comportamento foi indecoroso demonstra exactamente o desequilíbrio emocional da Senhora Presidente."


Antonio Bebiano (PSD): "Esmoriz tem dois presidentes de Junta... A que foi eleita e o Secretario de Junta. No PS, está tudo em rota de colisão... O executivo trabalha em rota de colisao com a presidente. O problema de não trabalharem em conjunto viu-se na negociacão do protocolo em que Esmoriz ficou altamente prejudicado".


Fatima Ramalho (PSD): "Na semana passada, aconselhamos a presidente e o Executivo para se juntarem numa sala e a soltarem o fel, engolirem os sapos para resolverem de uma vez por todas os seus problemas internos e juntarem-se como uma equipa pois quem sofre com esta divisão são os Esmorizenses"


Estas declarações, que foram citadas pelo OvarNews e pelo Diário de Aveiro, comprovam a anarquia existente no seio da Junta de Freguesia. Todos querem mandar e os ataques mútuos são constantes! A assembleia é, neste momento, um empreendimento que tem apenas em vista a troca de galhardetes o que prejudica a imagem da cidade em questão. O poder político sai então descredibilizado com estes episódios, visto que o povo começa a constatar que os actuais dirigentes privilegiam os interesses pessoais em detrimento dos colectivos. Infelizmente, esta realidade não se vislumbra apenas em Esmoriz, mas em quase todo o país...
Por fim, cremos que Rosário Relva deve reunir-se com os litigantes do seu partido de forma a procurar algum tipo de consenso, nem que para isso sejam necessárias cedências de ambas as partes. Contudo, se não for possível tal entendimento, pensamos que a Presidente da Junta bem como os restantes dirigentes de Freguesia devem apresentar a sua demissão porque a reputação e o desenvolvimento de Esmoriz estão totalmente em causa. Os esmorizenses não podem pagar a factura por causa das birrinhas dos políticos...




relva

Imagem nº 1- Rosário Relva, cada vez mais isolada, enfrenta dissidentes que desejam a sua saída.


Fontes utilizadas:

Peregrinos esmorizenses a caminho de Fátima

Como já puderam depreender, avizinha-se o dia 13 de Maio que celebrará os 95 anos da primeira aparição de Nossa Senhora aos três pastorinhos (Lúcia, Francisco e Jacinta Marto) de Fátima. Desde então, o local foi alvo dum culto fervoroso por parte de inúmeros cristãos que procuram pedir ajuda ou até agradecer o seu bem-estar à Nossa Senhora de Fátima.
Em Esmoriz, muitos são os residentes que mantêm uma tremenda afeição ao Santuário, visitando-o regularmente na companhia dos seus familiares. Tal não é de estranhar visto que o Jornal Voz da Fátima também encontra leitores assíduos na nossa cidade que não hesitam em obter exemplares junto da paróquia esmorizense. Todavia, se a maior parte opta por utilizar um meio de transporte para chegar àquele centro religioso, existem outros que preferem efectuar uma longa caminhada, cheia de sacrifícios, mas seguramente motivada por uma devoção que não conhece limites. De entre esses peregrinos incansáveis, devemos destacar o testemunho prestado por Delfim Soares, um homem de 61 anos que, embora sendo proveniente de Paris (França), começaria a sua caminhada em Esmoriz rumo a Fátima. Seguramente que são conhecidos outros casos de indivíduos que se aventuraram em nome da fé, partindo da nossa cidade com esperança dum futuro melhor e estável garantido através duma presumível intercessão de Maria junto de Deus.



Imagem nº 1 - Peregrinos a caminho de Fátima.



Imagem nº 2 - O Santuário de Fátima.


Fontes Consultadas:

quinta-feira, 10 de maio de 2012

PS nega divergências na Junta de Freguesia de Esmoriz

Luís Alves, presidente da Comissão Política Concelhia do PS, refutou as críticas efectuadas por membros do PSD que, recentemente, alertaram para uma eventual ruptura entre Rosário Relva e alguns dos seus companheiros que foram mandatados para o governo de Esmoriz.
Em entrevista ao Diário de Aveiro, Luís Alves acusa mesmo o PSD de ter distorcido os factos narrados, alegando que a relação de confiança entre os dirigentes socialistas se encontra normalizada. Apesar de defender esta perspectiva, esta figura do concelho de Ovar não exclui a possibilidade das opiniões nem sempre serem as mais consensuais, sobretudo em torno de alguns assuntos mais complexos. Mesmo assim, elogia o trabalho de Rosário Relva, empenhada em saldar a elevada dívida que a Junta de Freguesia herdou na última década.
Como constatamos, as versões adoptadas por PS e PSD pautam-se por um tremendo antagonismo (mais uma vez!), desconhecendo-se então a realidade dos factos que interessam, mais do que nunca, aos esmorizenses. As questões que importa colocar são as seguintes - Será que o PS terá membros com sede de poder, dispostos a "destronar" Rosário Relva que atravessou tempos difíceis por motivos de saúde? Por outro lado, a postura da Presidente da Junta terá sido a mais correcta para com os seus colegas? Ou tudo não passará duma estratégia do PSD que visa minar a credibilidade dos dirigentes eleitos? Decerto que ainda não possuímos as respostas para estas interrogações, pelo menos, para já...


ps

Imagem nº 1 - Luís Alves sai em defesa de Rosário Relva

terça-feira, 8 de maio de 2012

Campeões de série de 2012- Camadas Jovens Sporting Clube de Esmoriz

De acordo com os dados estatísticos recolhidos pelo Zerozero, site desportivo devidamente actualizado, o Sporting Clube de Esmoriz teve dois campeões de série nas camadas jovens. Em primeiro lugar, tivemos os Juniores que conseguiram vencer a série A da II divisão AF Aveiro, disputando agora o título de campeão na série dos Primeiros, embora já com a promoção praticamente assegurada (faltam ainda 3 jornadas). Todavia, hoje irei abordar, com maior precisão, a outra equipa que venceu também uma série, cujas jornadas já cessaram. Referimo-nos, mais concretamente, aos jovens atletas dos Benjamins A que foram os vencedores da Série B (II Divisão, Série dos Últimos). Mas vamos por partes...
Sob a orientação do treinador Sérgio Moreira, a equipa começaria por integrar a série B da AF Aveiro. Os resultados deste primeiro mini-campeonato não foram os mais animadores, como poderemos observar:



Total
Casa
Fora
Pos.
Equipa
P
J
V
E
D
GM
GS
J
V
E
D
GM
GS
J
V
E
D
GM
GS
1
23
7
2
1
7
5
4
1
0
4
5
3
1
1
3
2
23
7
2
1
8
5
4
0
1
3
5
3
2
0
5
3
21
7
0
3
5
4
0
1
5
5
3
0
2
7
4
14
4
2
4
5
2
2
1
5
5
2
0
3
5
6
2
0
8
5
1
0
4
5
1
0
4
6
0
0
0
3
5
0
0
5
2
5
0
0
5
1

Indicações:
A verde - o vencedor de Série, imediatamente promovido à Série dos Primeiros.
    A amarelo - os clubes que automaticamente se qualificaram para a Série dos Últimos.



A equipa terminava esta primeira série no 4º posto, deparando-se com 4 vitórias, 2 empates e 4 derrotas, o que impediu a turma da Barrinha de disputar a série dos Primeiros. Diga-se, em abono da verdade, que apenas se tratavam dos primeiros jogos destes jovens que mal se conheciam e que melhorariam o seu rendimento desportivo à medida que iam acumulando treinos e partidas ao serviço do Sporting Clube de Esmoriz. Dentro deste contexto, o futuro traria uma recompensa merecida, resultante do esforço destes rapazes que dignificaram o nome da nossa localidade, trazendo mais um título para o palmarés das camadas jovens do clube. Como analisaremos de seguida, a classificação não engana:


Pos.
Equipa
P
J
V
E
D
GM
GS
J
V
E
D
GM
GS
J
V
E
D
GM
GS
1
39
0
1
7
7
0
0
4
7
6
0
1
8
2
36
0
2
7
6
0
1
8
7
6
0
1
6
3
27
9
0
5
7
5
0
2
5
7
4
0
3
4
22
7
1
6
7
4
1
2
7
3
0
4
5
20
6
2
6
7
3
1
3
7
3
1
3
6
13
4
1
9
7
3
0
4
7
1
1
5
7
7
9
3
0
7
2
0
5
7
1
0
6
8
0
0
0
3
7
0
0
7
2
7
0
0
7
1


Campeão - Sporting Clube de Esmoriz 


O Esmoriz apenas sofreu uma derrota nesta nova série, conquistando 13 vitórias nos restantes jogos. É verdade que o Geração Paramos ofereceu uma luta renhida até ao fim e até teve o melhor ataque da prova (83 golos!!!), mas o campeão seria mesmo o SC Esmoriz que, por seu turno, contou com a melhor defesa da série (apenas 12 golos sofridos!!!). 
Se compararmos os resultados de ambas as séries, constatamos então que houve uma melhoria significativa, visto que, nesta segunda contenda desportiva, o Esmoriz já não seria suplantado pelo União de Lamas e pela Geração Paramos que chegaram a ficar à frente dos nossos rapazes na série inicial. 
Todavia, o desporto deve ser encarado como um meio para desenvolver amizades e convívios, afastando os jovens de caminhos mais desagradáveis e prejudiciais para as suas vidas. Por outro lado, devemos ainda reconhecer que a prática desportiva é sempre saudável para o bem-estar de qualquer jovem que está numa fase de crescimento. É claro que todos têm o direito de sonhar com o estrelato, pois nunca saberemos se estaremos perante jogadores que atingirão os mesmos patamares que Cristiano Ronaldo, Figo, Rui Costa, Vítor Baía, entre outros. Mesmo assim, é justo saudar estes campeões (e também os juniores que mais tarde poderão merecer um artigo da nossa parte) que, decerto, se divertiram imenso e mostraram as suas qualidades dentro das quatro linhas, apoiados ainda por familiares e amigos do clube.




Imagem nº 1 - Plantel dos Benjamins A - Sporting Clube de Esmoriz. Apenas 7 podem alinhar de início, de acordo com os regulamentos pré-estabelecidos.
Imagem da autoria de Reisinha Silva que generosamente nos "emprestou" a referida fotografia. 


Plantel campeão Série B - Últimos (AF Aveiro):

Esmoriz: Marcos e André (guarda-redes), Rodrigo, Gabriel, Rafael, Fábio, Rui, André Oliveira, Zé, João, Domingos, Álvaro e Gonçalo. Treinador: Sérgio Moreira. Directores: Rui e Francisco.



Imagem nº 2 - A merecida festa da consagração entre os novos campeões.
Fotografia da autoria de Reisinha Silva.



Imagem nº 3 - A consagração chegaria também às bancadas do Estádio da Barrinha.

Por fim, seria justo da minha parte, ressalvar ainda o desempenho dos Benjamins B que conquistaram o "Torneio da Páscoa 2012", organizado pelo Sporting Clube de Espinho. Por isso, os Benjamins estão todos de parabéns!


Fontes Consultadas: