domingo, 20 de maio de 2018

Tribunal de Contas conferiu visto às futuras obras no Esmoriztur

Completada esta etapa legal do visto conferido pelo Tribunal de Contas, e tendo em conta que a obra já tinha sido adjudicada, basta saber agora quando é que a mesma será oficialmente lançada. De acordo com o próprio teor do orçamento municipal vareiro para 2018, prevê-se, como um dos pontos altos, a requalificação do Esmoriztur. Por isso, em breve, deveremos ter mais novidades.
O investimento total projectado para as intervenções deverá andar próximo dos dois milhões de euros (incluindo IVA), sendo que a empresa responsável pela obra será a "Binómio Elevado, Técnicas de Engenharia e Construção, Lda".
Recorde-se que o projecto prevê a reabilitação da sala de espectáculos que será utilizada para diversas actividades ou iniciativas, nomeadamente teatro, cinema e concertos. Também conferências,  formações, exposições e outras actividades culturais poderão ser potenciadas no renascido edifício.
O anfiteatro continuará a assumir grandes dimensões, esperando que a sua lotação máxima possa chegar às 500 pessoas sentadas.



Resultado de imagem para esmoriztur

Imagem nº 1 - Com a adjudicação concretizada e o respectivo visto do Tribunal de Contas, as obras de requalificação do Esmoriztur devem ser iniciadas ou lançadas ainda neste ano de 2018.
Direitos da Foto - Diário de Entre Douro e Vouga

Rua da Saibreira exige atenção redobrada

A rua da Saibreira, cujo acesso se faz por um cruzamento existente na rua da Estrada Nova, encontra-se também num estado pouco recomendável, exigindo-se talvez a sua repavimentação ou, pelo menos, o tapamento dos seus buracos. Apesar desta via servir apenas duas ou três empresas ali existentes, a verdade é que tal não deixa de ser motivo para uma intervenção.
Em jeito de curiosidade, refira-se que é nas suas proximidades, mais concretamente na área florestal que lhe é anexa, onde se poderão encontrar os vestígios de uma antiga necrópole medieval que terá existido entre os séculos X e VIII d. C.




Imagem nº 1 - A Rua da Saibreira localiza-se no cruzamento com a rua da Estrada Nova, ajudando a fazer a ligação com a freguesia vizinha de Paramos.
Foto da autoria de Elsa Tavares

sábado, 19 de maio de 2018

Câmara Oculta XII

A ponte sobre a Barrinha é certamente uma das principais maravilhas locais que voltará a ser contemplada por qualquer um no decurso do próximo Verão. Os banhistas poderão deixar um pouco a praia e o seu quente areal, e usufruir assim um pouco da "aragem fresca" deste sítio ambiental. 
Circulam por aí imensas fotografias de qualidade sobre esta ponte de madeira, e todas elas nos deliciam (curiosamente nesta rubrica já tínhamos publicado muito recentemente uma que também nos cativou pela sua qualidade de imagem). A ponte sobre a Barrinha não é uma novidade histórica (visto que já existira, pelo menos, uma no século XIX) mas é, sem dúvida, um elo fundamental que torna mais próximas as comunidades de Paramos e Esmoriz, além de permitir aos curiosos conhecer toda a área natural ali existente.
A valorização social da Barrinha de Esmoriz foi uma realidade através da construção de passadiços e de uma ponte (não esquecendo aqui também a criação de painéis informativos). Falta agora um projecto que vise despoluir e desassorear verdadeiramente a Barrinha.




Foto da autoria de Abílio Maia
Olhares Sapo

Estação de Esmoriz ainda em estado de indefinição

Após termos solicitado por e-mail novas informações sobre este dossier, foi-nos dito recentemente que o assunto ainda se encontra em estado de análise, pelo que a questão do encerramento (ou não!) do edifício da estação de Esmoriz ainda não se encontra solucionado. 
Esta polémica foi para o ar no início do ano, mais concretamente em Janeiro. A pressão popular, bem como a acção rápida dos organismos públicos locais, impediu para já o encerramento dos serviços.



Resultado de imagem para esmoriz

Imagem nº 1 - A estação foi inaugurada oficialmente em 1863. Em 2018, rebentou a notícia de que a Infraestruturas de Portugal poderia mobilizar todos os seus funcionários para outros desafios.
Foto retirada do Wikipédia (Direitos - FF Mira - BragaAveiro - 377)

terça-feira, 15 de maio de 2018

Invicta Equipa B dos Seniores Masculinos consegue feito histórico

A Equipa B dos Seniores Masculinos do Esmoriz Ginásio Clube escreveu história ao subir à II Divisão Nacional, uma proeza que nunca tinha acontecido anteriormente na referida instituição. A equipa terminou em beleza a Série A da III Divisão com 14 vitórias em 14 jogos. Este percurso imaculado permitiu a participação na Final Four e na consequente ascensão.
Ainda assim, a equipa B do Esmoriz Ginásio Clube só garantiu a sua presença muito recentemente visto que a equipa B da Associação Académica de São Mamede conseguiu estar na luta até ao fim. O jogo decisivo entre ambos os conjuntos realizou-se no passado fim de semana. E a vitória só foi mesmo alcançada na negra, depois de uma partida muito renhida. 
Aproveitando o factor casa, o Esmoriz Ginásio Clube B, então comandado pelo técnico Domingos Paulo, bateu a AA de São Mamede B por 3-2 em sets (parciais de de 20-25, 25-19, 25-12, 23-25, 15-12) e carimbou o concretizar de uma nova etapa histórica.
Uma vez mais, é reforçado o papel da formação de jovens talentos, o que permite ao clube da tanoaria ter uma equipa de reserva com elevados índices de competitividade. 
Os nossos sinceros parabéns a todos os que fizeram parte desta nova proeza. 



Imagem nº 1 - A Equipa B do Esmoriz Ginásio Clube foi lançada na época de 2016/2017 e agora está a caminho da II Divisão Nacional.
Direitos da Foto - Esmoriz Ginásio Clube


Sporting Clube de Esmoriz sobe à sétima posição

No passado fim de semana, o Sporting Clube de Esmoriz regressou às vitórias, depois de ter perdido na jornada anterior em Aveiro diante do Beira-Mar (desaire por 3-1). Desta feita, os pupilos de Narciso Ratinho receberam e venceram o Bustelo por 3-2 e subiram assim à sétima posição, contabilizando assim 46 pontos em 31 jornadas. Restam agora apenas três jornadas para o final da temporada. No máximo, o Sporting Clube de Esmoriz poderá ambicionar o quinto lugar (posição ocupada pelo referido Bustelo com 49 pontos), e na pior das hipóteses, a turma da Barrinha poderá cair para a 10ª ou 11ª posições, embora seja um cenário mais rebuscado, visto que essas equipas estão com seis ou sete pontos de atraso, quando apenas sobram nove em disputa.
O campeão da I Divisão Distrital de Aveiro já foi encontrado - é o Lusitânia Lourosa que irá ascender ao Campeonato Nacional de Seniores. Em jeito de curiosidade, é lá que joga Ibrahim Koneh, avançado camaronês que, no ano passado, esteve em bom plano no Sporting Clube de Esmoriz e que, na actual edição, é o segundo melhor marcador da prova com 23 tentos já alcançados. 
Na próxima jornada, o Sporting Clube de Esmoriz desloca-se até ao reduto do AC Famalicão, actual lanterna vermelha da prova.




Imagem nº 1 - O Sporting Clube de Esmoriz procedeu a uma boa recuperação pontual durante a segunda volta do Campeonato da I Divisão Distrital de Aveiro.
Foto da autoria de Emanuel Bandeira

quarta-feira, 9 de maio de 2018

Câmara Oculta XI

A Barrinha voltou a ter uma ponte, quando a última terá ficado desabilitada durante os inícios da segunda metade do século XIX. Se as obras promovidas pela Sociedade Pólis Litoral da Ria de Aveiro deixaram a desejar em alguns capítulos fundamentais, nomeadamente ao nível da despoluição e do desassoreamento substancial da lagoa, a verdade é que tiveram o mérito ou o condão de reintegrar a lagoa no seio das comunidades de Esmoriz e Paramos. Efectivamente, houve uma valorização social daquele espaço ambiental que então se encontrava votado ao abandono. E creio que isso ninguém poderá negar. Os passadiços, interligados então com a própria ponte, favoreceram o novo advento das saudáveis caminhadas.
Através daquela mencionada ponte, não será possível observar barcos ou aves raras (as quais pela timidez, tenderão a afastar-se da presença humana), mas ainda assim todos podem desfrutar de um autêntico miradouro. A poente, o cidadão poderá observar a praia, o mar, o dique, enquanto que a nascente, logrará vislumbrar todo o caniçal e algumas espécies vulgares da avifauna, nomeadamente patos, gaivotas, corvos, etc. É, por isso, uma estrutura com potencial turístico que qualquer um poderá desfrutar livremente.
A foto magistral que apresentamos de seguida é da autoria de José Lopes e revela bem os traços de madeira desta ponte que ajudou a unir ainda mais as populações de Esmoriz e Paramos.




Foto da autoria de José Lopes